amizade

Interrompo a caça (que nunca apreciei), para ir à tourada, coisa que nunca entendi.

Não gosto de tourada, nunca gostei, acho uma barbaridade, mas não é para discutir isso que escrevo este post. Faço-o, porque vi hoje pela primeira vez este video e tenho que confessar que me tocou.

Para o comentar deixo apenas duas perguntas:
Quantos de nós temos amigos destes?
Quantos de nós somos amigos destes?

Em relação às perguntas, no meu caso as respostas são:
Não sei!
Gostava de dizer que sou… mas em verdade temo não ser…

Este post, é também para dizer, que me senti orgulhosa da terra que me acolheu e das suas gentes, ainda que nem sempre as entenda!

Dito isto, amanhã, voltamos à caça!😉

Marta

29 thoughts on “amizade

  1. Arrepiei-me quando me mostraste este video, é de facto tocante a camaradagem que mostra…
    Dos diversos comentários que vi na página do Youtube de onde é original, existem 3 vertentes, a dos ferrenhos adeptos, a dos que compreendem o gesto mas não o porquê de ele ser necessário e, a dos absolutamente contra e que se agora (os forcados) apanham com o touro entedem que isso é uma forma justiça…
    Eu sou pela opinião dos do meio, algumas tradições são dificeis de compreender, no entanto o forcado é na tourada aquele que enfrenta o touro ao mesmo nivel, existe alguma justez na “actividade” (dito de uma forma simplista), e o que o video mostra é, sem a menor margem para duvida, um Grande momento de camaradagem.
    Também não sei a resposta, mas espero apanhar poucos touros, quer pela minha frente quer pela dos meus amigos😉

    Beijos e Linux

  2. fora de familia nao sei, mas dentro de familia sei q tenho amigos q me faria tal sacrificio…como eu tb faria!

    video emotivo.
    isso sim foi uma mostra de amizade de sacrificio (a ser genuino, pois na tourada faz-se de tudo)…

    Nao sabes se te sacrificarias como no video por um amigo verdadeiro teu??
    entao quem sabe?…;)
    farias sim…à tua mae farias concerteza pois ela é (deve) concerteza a tua melhor amiga de sempre e do coração…certo? (e acredito q farias a outras pessoas tais como…bem nem vale a pena explanar lol)

    bjsss e boa noite manita

  3. Cdesag,

    Como em tudo na minha vida, eu defendo as minhas causas com paixão, e isso, infelizmente, por vezes conduz-me a algum radicalismo, que tento controlar e que de cabeça fria o faço.
    Eu sou dos que são contra, mesmo contra! Espero não entrar em fanatismos, mas sou pouco tolerante com um “desporto” que vive de sangue e violência…
    Os forcados vão de mãos limpas para a arena, mas dizer que é de igual para igual, parece-me um exagero.
    Repara, eu peço a alguém que te dê um enxerto de porrada, que te faça perder litros de sangue e depois, brigo contigo, fresquinha, de “igual para igual”… parece-te?
    Mas este video mostra uma camaradagem tremenda, um amor ao próximo que é raro e na minha opinião louvável.
    A estes três Homens que protegem o companheiro com o corpo, BRAVO!

    Beijos e microsft (que eu conheço pouco de informática)😛

  4. Fontez,

    Eu gostava de dizer que sim, que faria, e acredito que o correcto é fazer, mas na hora do soco, muitas vezes baixamo-nos… é esta a realidade.

    beijo

  5. é o eu digo, a ser verdadeiramente genuino(e acredito plenamente q tenha sido)…foi um acto de coragem pura de um companheirismo sem precedentes.
    como sabes na tourada entra-se com coragem e pronto pra tudo…senao n se entra…simples.
    nao vai entrar um medroso…concerteza…
    a adrenalina e o apoio do publico contribui um pouco pra subir os indices de coragem…

    a tourada é um jogo ao estilo do coliseu da antiga roma…só n tem mortes humanas (e animais exoticos)…o resto é tudo igual…! é uma tradicao ridicula e violenta para os tempos de civilizacao moderna.
    existem mts maneiras de o ser humano ressalvar a coragem perante um povo/publico.

    a tourada é como dizia o outro: “é um passatempo de mentes fracas que se armam ou que se iludam em mentes superiores!”

    inte

  6. Fontez,

    Não disse há pouco, mas devo dizer:
    Sim, a minha mãe É a minha melhor amiga, a que nunca me falhará! E por isso, tb, o meu amor incondicional. Se há alguém a quem posso perdoar e sei que serei perdoada é a minha mãe!

    beijo

  7. Sou completamente contra touradas e revolta.me profundamente quando a minha mãe gasta rios de dinheiro para ir ver estes “espectaculos de sangue”.

    No entanto, é de louvar a coragem daqueles forcados. Mas mais que a coragem, é de facto a amizade… foi isso que os moveu a fazerem aquela barreira de protecção, usando o próprio corpo, para protegerem o amigo.

    beijinhoooos!!
    Ando atenta em relação à “caça”…😉

  8. Ana,

    Eu também sou contra como já disse. Mas ao contrário do que até já ouvi(em alguns debates), não acho que quem gosta são pessoas violentas ou más ou com uma qualquer perversidade. A minha mãe gosta (tal como a tua), alguns dos meus amigos gostam e todos são seres humanos excelentes. Apenas olhamos as coisas de forma diferente.
    Mas este video está aqui, porque é das maiores demonstrações de amizade que algum dia vi. Ali, ninguém disse que faria. Ali não se fala, ali na situação, nos cornos do boi, literalmente, arrisca-se a vida por um amigo!

    Andas atenta… hum… mais logo deve haver mais.😉 🙂

    Espero que estejas melhor. Não me peças para enfrentar os cornos de um touro, mas para uma boa conversa, ando por aqui!😛

    Beijocas.

  9. e eu tb ando atento e desesperadamente ansioso por novidades…:D

    é discutivel dizer que quem gosta de ver violência nao seja violento.
    existem pessoas que vao ver a violencia, outras q vao ver a bravura, a coragem, e outras q vao ‘obrigadas’ e outras q vao pra ver como é aquilo, …, e outras pq vao pq a tradicao manda, e outras pq a tradicao ja ta enraizada nas suas mentalidades como coisa normal…seja violento ou nao, enfim…existem varios publicos…

    bjss pra vcªas excªs😉

    eu serei o touro e vcs os forcados…! lolol…aguentarão?…:D

  10. Não entendendo nem tão pouco apoiando as touradas, este é um momento de amizade, força e espírito de equipa.

    Quantos temos amigos assim? Alguns de nós têm certamente essa sorte. Se eu tenho amigos assim…bom…acho que não…

    Se eu faria algo assim? Sim, provavelmente pelas pessoas de quem gosto mesmo a sério.

    Mas espero não ter que encarar nenhum touro assim de frente, nem que alguém o faça por mim!

    Bjs

  11. Fontez,

    Hoje ainda não tive tempo pra “caçar”… espero conseguir ainda escrever o texto!😐
    Os comments repetidos, já eliminei.

    Boa tarde.

    Beijinhos.

    Carracinha Linda,
    🙂 Também espero que não tenhas que encarar um touro, nem tu nem ninguém que te seja próximo.🙂

    Mas sim, independentemente de não apoiar as touradas, este foi um momento de amizade e força!

    Beijocas.

  12. fiquei mal disposta martita, abomino a tourada mas como falavas de amigos pensei que fosse outra cena.. Fiquei emocionada ao ver como se juntaram para proteger o amigo, sim mas a história em si entristece-me porque acho que são situações desnecéssárias.. no entanto compreendo a paixão destas pesssoas pela tradição da tourada.

    Bjs

  13. M.,

    Como tenho dito antes, não foi pela tourada que coloquei aqui o video, foi pelo gesto, pela barreira humana. Mas sim, tb considero uma situação evitável.

    Beijo.

  14. Olá Marta, venho agradecer a tua visita, faço aqui o meu comentário porque o forcado, melhor o FORCADO do vídeo é meu AMIGO. Sei que há muita gente que não entende a tourada, entendo porque muita gente não goste da tourada, respeito qualquer opinião porque se não o fizesse, o que seria da minha palavra e como conseguiria alguma vês ter o respeito de alguém. Dizem muita coisa nem tudo é verdade, mas a verdade é que se os ferros fossem bem colocados a dor no touro seria mínima.

    Já lá vai o tempo em que o touro bravo era um animal selvagem e livre no campo sujeito á sua própria sorte, já lá vai o tempo em que os cavaleiros treinavam os seus cavalos para a guerra e este ritual era a campo e uma verdadeira festa para o povo, quando o touro era morto e a carne distribuída pelas gentes que de longe assistia à caçada, sim era uma verdadeira CAÇADA.

    Fui forcado 15 anos e tive o privilegio de sentir esta união esta amizade e só quem lá andou consegue explicar porque…, o Carlitos (forcado da cara), viveu sempre este mundo, infelizmente sofreu uma lesão grave, hoje vive menos feliz porque foi proibido de pegar devido à mazela, mas lembro-me ainda quando eu pegava com o irmão mais velho do Carlos, e ele seguia todas as corridas e ainda de fraldas já citava o touro, procurando o sonho que realizou o de ser um SENHOR na praça.

    Mas olha Marta, estou seguro que a Tourada pode até nem ser dos melhores espectáculos, mas há coisas bem piores e vivo diariamente basta sair a rua, atitudes de alguns que não lembra o Diabo…, não me isento não sou perfeito.

  15. a tourada, entre os forcados cria mts laços de amizade, de pura amizade, entre companheirismo e coragem de sacrificio pelos outros…mas que é um tradição ridicula nos tempos de hoje…! Existem pois outras maneiras de se mostrar a coragem e sacrificio bem mais interessantes com utilidade de ajudarmos pessoas (voluntariado) e não pormos pessoas a aplaudir!

    Como disse um colega de erasmus sueco chamado Miens (bom tipo):
    “A tourada é uma treta inventada para mexer com adrenalina das pessoas, quer publico, quer (principalmente) dos participantes! Pior, foi inventada para nada!”😉

    claro que respeito quem adora a tourada, obvio
    “Todos diferentes, todos iguais!”😉

  16. Rui Pedro,

    Bem vindo! E obrigada pelo comment.
    O mundo é realmente muito pequeno, não contava ter aqui a visita de alguém que conhecesse o caso.
    Quando falas da lesão do forcado da cara, imagino que seja no seguimento deste acidente. Lamento o que lhe aconteceu, independentemente de concordar ou não com o que originou. Como disse antes, e certamente leste, eu não gosto nem entendo a tourada, mas tb não foi por isso que fiz o post, o debate do tema não me agrada e no fim, fico quase sempre com vontade de tratar mal as duas partes. O que me tocou, o que me emocionou, foi a demonstração de amizade, foi a beleza do gesto! E isso certamente é raro nos nossos dias.
    Eu acho a tourada uma barbaridade, mas concordo quando dizes que no nosso dia a dia, há muitas outras barbaridades, para as quais todos contribuimos, porque não és tu que não és perfeito, somos todos nós, que não o somos!
    Já agora, espero que os 3 homens que fizeram do corpo um escudo para o amigo, não tenham sofrido nada de grave.

  17. Ola primota,

    Estou de volta sim. Apesar de nao ter comentado, vi este post logo no dia, e tal como a ti foi a atitude que me sensibilizou. Apesar de ser contra as touradas, sou da opinião que os forcados travam uma luta mais justa. O que aconteceu aqui com o Carlos (?) foi algo que não se gosta de ver independentemente da situação. Na universidade tinha algums amigos que gostavam de tourada e chegaram a participar em largadas de vacas e touros. E percebia que esse é de facto um mundo onde reina a amizade e ajuda. O gesto aqui documentado é algo muito unico, certamente… Um gesto a ter como exemplo nas relações que temos com os outros.

    Se tenho amigos assim? Julgo que terei, quero acreditar que sim. Se o faria? Julgo que sim tambem. Mas sabemos, como disseste, que na hora por vezes baixamo-nos.

    Abraço com saudades

  18. Cátia,
    🙂 Gosto de te ver!
    E sim, foi um gesto comovente. Como dizes, um gesto a ter como exemplo.

    Saudasdes tuas tb!

    Beijo e aquele abraço!🙂

  19. Pingback: caçada « conto aqui…

  20. Boas,
    Depois de voltar a ter tempo (+-) para comentar vejo este post, ou melhor mostraram-mo…
    No que diz respeito á tourada não quero comentar, cada um tem a sua opinião e deve respeitar-se.
    Em relação ao gesto tenho a sorte de ter amigos (poucos mas bons) que sei que o fariam por mim tal como eu o faria por eles.
    Já tive situações destas, não com touros, mas com “bois” em outras épocas de jovem umas vezes correram bem outras mal, mas grande parte delas não me arrependo nada.
    Existem amigos mais importantes que familiares, defendo-os até ao fim só não daria a vida por eles (mas quase) a vida só daria por uma pessoa e nem precisaria de pensar…
    E como aqui os verdadeiros amigos aparecem quando precisamos e vêm-nos socorrer, eu estou sempre á espera deles ainda tenho um barril de cereja para despejar (ajudem-me!?!?!)
    beijos e abraços

  21. Pedro,

    Não era da tourada que queria falar ao colocar o post, era efectivamente do gesto. Achei lindo. Mas eu não estou tão certa de que poderia enfrentar touros, já quando se fala de “bois”, estou como dizes, nem sempre correu bem, mas não me arrependo de nada!
    Quanto ao barril de cerveja, assim de repente lembrei-me de quem poderia ajudar-te!🙂

    Beijos.

  22. Pedro,

    Não era da tourada que queria falar ao colocar o post, era efectivamente do gesto. Achei lindo. Mas eu não estou tão certa de que poderia enfrentar touros, já quando se fala de “bois”, estou como dizes, nem sempre correu bem, mas não me arrependo de nada!
    Quanto ao barril de cerveja, assim de repente lembrei-me de quem poderia ajudar-te!🙂

    Beijos.

  23. Marta,
    Vou guardar esse barril para me ajudar, já não falta muito, +- 1 mês e 2 dias🙂.
    Aí vou ter ajuda de certeza, se calhar ainda vou ter de arranjar outro…
    beijos e abraços

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s