longe

Os dias repetem-se esgotantes, num emaranhado que me parece ridículo!
De todos os lados, de todos os rostos, os mesmos horrores, os mesmos olhares vazios, as mesmas palavras desprovidas de significado, os mesmos ecos. Parem! Entontece-me o vosso rodopiar na minha cabeça. Parem já disse! Não consigo nem quero guardar-vos.
Quero lá eu saber desse mundo, esse que não distingo para lá da casca. Quero lá eu saber do seu girar absurdo. Cansa-me ser espectadora de mim mesma, tentando entrar nesse carrossel de nadas que teima em correr. Estou farta de ser projectada para longe de mim… tenho os ossos doridos desta rota de colisão. Nunca sou eu a entrar é sempre uma outra qualquer, consigo ouvi-la ao longe, no exterior da casca, rindo…
Esmagam-lhe o corpo. Sinto os apertos. Solto o que dizem ser um suspiro… e continuo perdida. Alheia aos cheiros, aos sabores… só! Agarram-lhe a mão e guiam-na para lá, lá longe… eu não sei onde é. Pudesse eu recordar os caminhos!
A ladainha repetida, parece falar de outros trilhos… de lugares que preciso descobrir outra vez… sonho que em tempos fui mais que isto, que este arrastar de horas corridas, sonho com tempos em que não estava só… longe de mim!

63 thoughts on “longe

  1. A pior solidão é mesmo essa nao é? A solidão de nós mesmos… Nao nos encontrarmos…

    Gostei, volto depois comentar mais… como costume😛
    Beijos

  2. longe e perto…!
    perto e longe…!
    dentro e fora…!
    fora e dentro…!

    estás onde estás e onde não estás…!
    assim estás…!
    longe e perto…
    cansada de ti…cansada para ti…

    caminhos…
    recordaçoes…

    longe e perto.
    perto e longe.

  3. Cátia,
    Acho que sim, que é a pior solidão… embora se lhe chama muitos nomes, eu acho que é solidão, vazio, ausencia de sentidos!
    Volta quando queiras, que a casa é tua e o tema foste tu que escolheste!😉 O tema dava para muito, mas eu ando pobre de ideias…
    Beijocas!

    Fontez,
    Olá!🙂
    É muito por aí, uma contradição constante.
    Um bom dia para ti também, quanto ao abraço, será entregue!🙂
    Beijinhos!

  4. “Quero lá eu saber desse mundo, esse que não distingo para lá da casca. Quero lá eu saber do seu girar absurdo.” – Esse mundo que não me pertence e que me fez desconhecer a mim mesma. Não fui eu. Não estava. Não estive.

    Aquelas ruas, aquelas gentes que se atropelavam constantemente sem nem olharem para tras. E se as visse, dos olhos saberia, que o vazio ali correria. E a lua, lá do alto, ninguém a viu, mas ela lá estava. Tapada pelos gritos da cidade.
    Não era eu.
    Não ali.

    Como estão as meninas?
    Não fiquei nada chocada, apenas não estava com espirito pra brincadeira 😉
    Mas aquele bocadinho valeu bem a pena o resto da noite que passei sentada numa mesa de bar a olhar quem dançava na pista.
    É estranho quando não nos reconhecemos a nós mesmos…

    E para terminar o fim de semana em beleza vim de lá doente😦
    Enfim…

    Beijinhos!!
    Gostei muito do nosso bocadinho… a Marta, bem lol “amor, não queres ir ao carro?”😀 hehehe

  5. ehehe.. pois… tudo por causa de uma rua escura… Mas habitua-te, ela aproveita-se sempre… Não perde uma oportunidade…

    Foste doente? ohhh😦

    Agora a serio, gostei mt do nosso bocadinho… Confuso, sem grande tempo nem espaço de manobra, mas bom… temos mesmo que combinar o tal dia com mais calma..

    Beijosss

  6. LOL

    A rua escura, pois… ela bem queria😛 mas mesmo assim ainda consigo ser um bocadinho mais alta que voces (nem que seja com saltos sem capas lol) e consegui impor respeito lol

    Ai, ai… aqui para nós, eu andei foi com as pessoas erradas… com voces sim, o meu humor teria mudado de figura. O tal dia que se apresse que eu quero.vos cá!

  7. Quanto à altura nao é justo… Eu ia LANCHAR convosco, e por isso ia de sapato vela, proprio para um lanche com amigos, sem grande cerimónia… mas depois ALGUEM nao pode, e lá ficou adiado para a noite.. as duas madames de botas e eu calçado raso… nao é justo… e tu ainda a gozar comigo!!

    Estou certa que ficarias com optimo humor connosco.. nós nunca dizemos uma com jeito.. é ver quem diz mais tolice em menos tempo…. E como temos muita confiança, as coisas ja rolam naturalamente😉

    NAO ANA NAO ÉS GOTICA!! Chegou o berro? Se quiseres posso repetir… NAO ANA NAO ÉS GOTICA!! tudo para satisfazer a tua vontade…

    Beijosss

  8. Comé menina Plim? De volta?😀

    Podias até nem ser tu, mas nesse caso, faz-me um favor, diz à que cá veio que eu gostei dela. Um bocadinho armada em grande e tal, achava que um mm de salto a mais metia respeito… mas enfim… achei-lhe piada!😛

    O ir aí é só confirmarmos!😀
    Mas conta lá amori… e tu? Queres levar a gente a alguma rua? hum?😉

    IMPORTANTE: TU NÃO ÉS GÓTICA!!!🙂

    Espero que já estejas bem!

    Beijinhos! Foi um prazer menina Plim!😉

    Primota,

    Tu tava muito beim com o teu sápato! Nóis sabi que tu num sabi andá com outro né? 😛

    Eu também gostei. E tenho que admitir que raras são as vezes em que a coisa não descamba para a asneira, mas se for caso disso também se fala um pouco mais sério, portanto…😉 tá bom assim!😀

    Vamos lá a combinar a coisa em condições!🙂

    Beijinhos! E um bom dia!
    (Alto lá! Ela aproveita-se sempre? Qué lá isso menina Cátia? Quem ouvir ainda acredita!)👿

  9. Bom dia primota,

    Até parece que nao ando de botas… já me viste com elas pelo menos 2 (ou 3) vezes… e aquela noite de carnaval, aquela que quiseste “esconder”, foi uma loucura com BOTAS!! :@

    Não te aproveitas? hummm… ate parece que nao…

    Eu tambem gostei dessa que veio por cá… nem sei como…😛 Por mim ta confirmado😀
    Beijos

  10. 🙂
    Aquela noite de canaval eu não quis esconder… preferi guardar para mim, a minha Britney… sus botitas! As tuas… tu tinhas botas? Tchhhh, não vi!😛

    Por mim também!😀
    Mais logo quando ela acordar logo saberemos se sempre fica assim!😀

    Beijos!

  11. Nao te lembras? Nao te lembras que estava aflita dos pés no final da noite? xihhh… mas tu lembraste alguma coisa daquela noite para alem da britney (da qual tenho provas fisicas)?

    Como ela diz: “lá em casa estao proibidos de me acordarem antes da 1h da tarde”.. por isso ainda temos que esperar um pouco…

    Beijos

  12. :S
    Eu sei que te doia os pés, mas como tu te queixas de tudo…😛
    Lembro-me de tudo daquela noite!😀

    Longe de mim a ideia de a acordar! bolas!

    (já vi, obg)😀

    Beijos!

  13. Queixo de tudo? Nao me queixo dos petiscos que me das em tua casa… nem mesmo daqueles em que o peixe fica com o rabo de fora…😛

    ANA TAS A DORMIR?

    (nao te pareceu aquilo que me pareceu a mim?)😉

    Beijos

  14. Cátia,
    Não te queixas mas é como se queixasses… fazes aquela cara de enjoo… ohhhh… pobre de mim!!!
    E para sua informação, peixe com rabo de fora é do melhor que pode haver!😛 Sou uma cozinheira e tanto!😀
    Beijocas!

    Ana,
    ohhhh😦 dói? Poça…😦
    Mas eu tenho cá uma teoria acerca disso. Você quer andar na rua à fresquinha, para ficar ainda mais jeitosa e depois dá nisso… tsss tsss tsss😛
    Beijocas e as melhoras!🙂

  15. Não, isto foi do friozito que apanhei na Ericeira no Domingo.
    Oh, eu andava tapadinha, com dois casacos, um deles era um cobertor lol
    Tu é que andavas de perna gorda de fora😀
    😛

  16. Pois, lá está, quer mostrar-se na praia… dá nisto!😛

    Agora só uma pequena correcção, eu andava com a pena tapadita de forma decente… e a perna não é gorda… é boa!😀 😛

  17. deixa ver se percebi: a Ana quero a perta da Marta? Mas para isso nao é preciso a rua escura?😛 Estou na duvida se vemos a “mesma perna”…

    Ericeira é daqueles sitios que bem quentinhos… eu que o diga… tsss…
    As melhoras Ana…

    Beijos as duas

  18. Que raio é a perta da marta? Perta???😛
    É preciso a rua escura e não só… “amori… não queres ir ao carro?”😛
    Queres dizer que não achas a minha perna gorda?

    beijos.

  19. Eu gosto de perninhas gordas, agora pertas não sei o que são….. humm… realmente não estou a ver não😛

    Eu passei o fim de semana a dizeri que queria ter uma perna gorda para vestir uma mini saia que vi na montra duma loja chinesa. Era linda!

  20. QUAL É A PARTE DO “SOU DESLEXICA” QUE VOCES NAO PERCEBEM? ufa… gozem com a pobrezinha, gozem… sniff sniff

    acho que nao tens perna gorda nao.. é tao gorda quanto tu propria…😛

    A Ana tambem anda a ver montras às tantas da noite? xihhh, faz-me lembrar alguma coisa…

  21. ahhh
    em relação ao vaso tlv eu tenha dito…

    mas no carro não consegui ver… olhei lá para dentro mas não vi nada… era uma neblina pegada!

  22. LOLOL…
    Aposta e aposta mt bem… eu nao seria pessoa para isso😐

    Considerando que o vaso estava numa montra perto do carro azul… eles devem ter gostado…😛 Sim,bem tentámos, mas nao conseguimos.. quer dizer, tentaste.. nao conseguiste…😛

  23. Tu… tu… não penses que me enganas, foste a 1ª a apontar pro vaso… a 1ª a reparar no carro… levas-me a dizer estas coisas e depois descartaste… tss tsss tssss
    (eu a abanar a cabeça para o monitar com pesar e desaprovação… )

    “Ai rapariga, rapariga, rapariga que só disparates, disparates, disparates, e tanta asneira… ”😛

  24. Agora fiquei com essa musica na cabeça… é a loucura. Se bem que Taras e Manias do grande Marco Paulo é outra perola que eu passo o tempo a cantarolar!

    Que história é essa do vaso, hein?

  25. Na noite de carnaval andámos a ver montras, aquelas das camisas de dormir que parecem os cortinados do bruno… andámos tambem a ver o vestido de casamento da Marta, e numa montra de… nem sei de quê… estava um vaso com umas flores… e o vaso tinha o formato de um cu! e a Marta começou aos berros, é um cu… mas é um cu… mas é mesmo um cu!! tendo em conta que era 1h da manha, e que ao lado da montra havia um carro azul onde estavam a praticar o amor… foi interessante…😀

  26. É mesmo linda! Do Marco Paulo a que eu gostava muito era do tempo da canção do beijinho… os dois amores… aiiii uma loira outra morena… qual de vós pinta a juba? hum?😛

    O vaso é simples, olhei para a montra, para o vaso e pensei… “ai qui susto”😀
    Já estás a ver a forma que tinha!

  27. A Cátia tem uma visão perigosa… ui… a rua escura tá fora de questão!

    Quando… você vem com essa cara
    De menina levada… para a brincadeira
    Dá-me… um arrepio na pele
    Sinto agua na boca, p’ra ficar com você

    Você não tem um pingo de vergonha
    E quando um homem sonha, ter alguem assim
    Realizando minhas fantasias
    Taras e manias
    Você vem p’ra mim

    Uma lady na mesa, uma louca na cama
    Na maior safadeza, você diz que me ama
    E na minha cabeça, desvario e loucura
    Quando você começa, ninguem mais a segura

    E mexe, remexe
    Se encosta, se enrosca
    Se abre, se mostra p’ra mim
    Me agarra, me morde, me arranha
    Não mude que eu quero você sempre assim

  28. É uma visão perigosa e uma imaginação pior ainda!🙂

    “E mexe, remexe
    Se encosta, se enrosca
    Se abre, se mostra p’ra mim
    Me agarra, me morde, me arranha”🙂

    linda também… tenho que admitir.

  29. Seu guarda, eu não sou vagabundo
    Eu não sou delinquente
    Sou um cara carente
    Eu dormi na praça
    Pensando nela
    Seu guarda, seja meu amigo
    Me bata, me prenda, faça tudo comigo

  30. Pior do que estarmos sós é sentirmo-nos sós… Principalmente quando a solidão vem cá de dentro. Nunca te sentiste só, embora estivesses rodeada de imensas pessoas? Assim, como se te sentisses fora do teu habitat, fora de ti… longe de ti… Ás vezes perdemo-nos de nós próprios e nem sempre é fácil encontrar o caminho de volta…

    Beijo grande

    PS – continuo á procura de mim… mas já vejo uma luzinha pequenina…

  31. Sim, muitas vezes sinto-me só entre a multidão, também já me senti muito perdida, mas nunca com o desespero que imaginei nesta mulher…
    O post foi a pedido. Pedi um tema e a Cátia disse-me: solidão. Tentei falar de uma solidão maior. Pensei numa pessoa próxima, que por vezes está perdida nesta solidão… já te falei dela a propósito do teu post… e também pensei em ti! Desculpa se é abuso…😉

    Beijo grande!

    (ainda bem!)

  32. Parece que me estou a ler ao espelho. Se o tema é solidão, esta solidão é me apetecida, desejada, suspirada, a fuga à rotina diária sempre com os mesmos sons, as mesmas ordens, o chegar ao final do dia e ver se só há mais umas horas para fazer algo que se goste depois das outras coisas que estão á frente,.. Quase choro a escrever isto marta! Tempus fugitis, é tudo o que sinto.
    ´Preciso de Oz.. e de que maneira

    Abraço grande e perdoa-me o atraso. Os domingos são mesmo uma benção.

  33. M.,
    Sim, o tema é solidão!
    E apesar de a ter tentado apresentar como algo de mau, ela é para alguns, desde que na medida certa, quase vital. Entendo, também eu preciso de tempos só meus… partilhados comigo.
    Que atraso? tinhamos marcado hora?😛
    Uma boa semana!
    Um abraço grande!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s