o outro lado

Era cedo, tão cedo! Era demasiado cedo para que eu pudesse entender fosse o que fosse. As primeiras horas foi como se o meu corpo estivesse anestesiado. Uma dormência desconfortável, mas indolor.
Observei o mundo sobrevoando a minha cabeça, como espectadora privilegiada daquela peça. A chapa contorcida espalhava-se por largos metros e o sangue que escorria pelas falhas da minha pele, era uma mera pintura oferecida pelos cacos espalhados no chão. Observei-me pequenina, lá em baixo, engolida pela multidão, abafada no som das sirenes, no rodopio terrível de mil vozes na minha cabeça.
Havia um momento em que a vertigem me embrulhava o estômago e as articulações me fraquejavam, mas logo em seguida voltava à minha condição de ausente.
Revia mentalmente a projecção daquele vulto muito acima do asfalto, muito acima de mim. Não o vira. Era tão novo!
Alguém me levou e eu fui.
Ele era tão novo… e eu tive que aprender a sobreviver a isso!

32 thoughts on “o outro lado

  1. O texto espectacular, o conteudo faz tremer… é preciso mesmo pensar na nossa responsabilidade quando se anda pela estrada… é a nossa vida, e principalmente a vida dos outros, que temos nas mãos…

    …Como tudo se pode alterar num instante…

  2. um pouco real o descuido…a infeliz reaccao depois..o desejar ser pesadelo..
    o dormir muito nao apaga mas dificulta a dor da verdade…bom texto martita…muito bom…

  3. Cátia,
    Precisamos pensar e precisamos ter consciência de que qualquer um de nós pode ter um momento, um só segundo em que tudo muda.
    Este texto é contado na primeira pessoa, como sempre, mas entre a ficção existe uma realidade muito próxima da situação descrita. Eu tinha 22 anos. Ele era muito novo, muito mais novo que eu… e felizmente sobreviveu, mas ainda assim eu nunca o esqueci. Não sei até hoje qual é a minha dose de culpa, além da legal que me foi incutida. Ainda me acho inocente… apesar de nunca me ter absolvido. Se ele tivesse morrido… não posso imaginar… mas sei que seria um pesadelo constante para o resto da minha vida.

    Bruno,
    O segundo em que se troca a estação do rádio chega e sobra como descuido! Obrigada!

    Beijos aos 2!

  4. Eu estou convencida de que sou atenta… tenho regras básicas que sempre cumpro, regras que já tinha na altura. Mas mesmo assim…
    Acho que não sabias!😉

  5. meninas como nao sei se nos vamos falar nas proximas horas…desejo uns dias maravilhosos de fim de semana e ja agora pascoa..beijo as duas!!!ainda aqui passo para vos deixar um carinho beijo!!!

  6. PASCOA?!!! meu amigo, aproveito para te dizer que, a pascoa é so dia 23 de março, mas pronto, boa pascoa tambem para ti😛

    Beijinhos e bom fim de semna para ti.

    Para a minha priimota é apenas, bom almoço…

  7. hum..pois mas provavelmente a minha pascoa pode comecar mais cedo…

    well… quero desejar-vos uns dias de mts doces…

    have fun…um BEIJO A PE DE LARANJA LIMA….

  8. Bem, visto que alguns vão ficar afastados BOA PÁSCOA!!!😉
    Bom fds!
    Dias doces, coloridos, brilhantes, reconfortantes… dias bons!

    Beijos!

    Ana,🙂 Beijo. Diz até amanhã!😉

  9. Lamento, mas infelizmente muitos de nós já passámos por algo idêntico.
    Ninguém controla tudo, ninguém pode garantir que a si não acontece e ninguém sabe de que lado estará amanhã e quem estará consigo nesse cenário.

  10. Olá, Martita!
    Ainda esta noite tive medo de não conseguir pegar no sono… pois tive conhecimento de uma tragédia assim… aqui perto.
    Quantos jovens não deixam uma vida inteira que teriam pela frente, por um descuido próprio ou alheio… sendo que algumas vezes nem é verdadeiramente de descuido que se trata.

    beijo grande
    Bom domingo e bom fim de semana

  11. Boooom diiiiaaaaa primota. Espero que estejas bem, tenhas passado um optimo resto de fim de semana.

    Hoje é segunda e terça ao mesmo tempo…😛

    Beijoss

  12. Raios… agora fiquei chateada!

    Além de ser 2ª feira, ter passado mal a noite, estar com olheiras até ao queixo e a precisar de pôr uns palitos para os olhos se manterem abertos… então não é que chego aqui e vejo que o comentário que deixei aqui na 6ª feira não está cá? Querem ver que o PC lá de casa me pregou uma partid??!!!!

  13. … da-se…
    E agora ainda não tinha acabado o comentário e publiquei-o… Ai, ai… esta semana não está a começar bem!

    Ainda por cima o comentário que eu tinha escrito (com o rabo assente no chão frio e numa posição que me deixou cheia de dores nas costas – ainda não comprei a dita secretária) era grande…

    Agora, só para resumir o que tinha escrito:

    Andar na estrada é cada vez mais um perigo e como a minha mãe diz: todos os olhos são poucos. Temos que pensar em nós e nos outros… Conduzir é um acto de grande responsabilidade e infelizmente existe muita gente que anda na estrada e não tem essa noção…

    O meu pai teve há uns anos um grave acidente. Uma sra. chocu de frente contra ele e ele não teve como reagir. Uma perna partida, um braço partido, um pé “virado ao contrário”… Fez uma série de operações, mas ficou a coxear um pouco… No meio disto ele até teve sorte. A sra. infelizmente faleceu logo no local do acidente…

    Bom… já me alonguei por hoje.

    Beijocas e boa semana!

  14. Aprender a sobreviver é demasiado forte. Não vale a pena esquecer porque não se esquece mas não seja razão forte para se dizer que se tem de sobreviver. Acontecem coisas, há culpas e não culpas,há verdadeiros culpados (por maldade) e há os que simplesmente foram vitimas do acaso e não o puderam evitar. Por mais que digam “se eu tivesse, se eu.. , se eu.., a questão é que estava destinado a acontecer e viver com remorsos por isso é errado. Martita.. devias conhecer a história de q

  15. Boa tarde primota…

    Continuas desaparecida ou so meio desaparecida?😛 Isto não há quem te “veja”.. ontem nao falaste com a tia?

    Beijoss

  16. Eu não fugi, não desapareci… apenas uns contra tempos… que hoje estão nesta net lenta, que de vez em quando vai lá fora ver se chove. Uma merda!
    Mas amanhã… com sorte, ou azar, depende do ponto de vista eu volto!
    Beijos a todos e obrigada pelas palavras!

  17. Pois…

    Um desafio que não será fácil de aceitar.
    Eu sou uma criatura simples, que sabe que as tangas que escreve não passarão daqui… destes espaços. Principalmente, eu sou timida… aquela coisa do nome, morada, enfim… acho a ideia gira, acho que um relato de uma aventura gay seria uma delicia, mas…
    A sério, acho que há gente que escreve bem que o deve fazer… para mim é muita areia no meu camiãozinho!

    Porque não escreves tu?😉 😛

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s