giz

Era apenas uma miúda.
Escondia-se dos perigos, fintando a vida. Corria descalça, nua, carregando o que sempre tivera, o medo do colorido das ruas, dos risos dos outros que a feriam de morte. Atrás de si… nada. Apenas a rua deserta que dava para o beco, a esquina contornada em voo e a lua, num quarto minguante que parecia não ter fim.
Quando finalmente parava, de peito ofegante, deitava-se no chão, enrolando os pés e como um bicho acuado ficava ali. Esperava. Contorcia o corpo. Apagava memórias. Esperava a madrugada que chegaria certa, numa pintura de guerra, uma linha traçada a giz.
Era apenas uma miúda de olhos brilhantes, cheios de espaço, o espaço vazio deixado por tudo ter saltado borda fora. Era apenas ela e a sua amiga, numa dança de traços e rabiscos. Ferida.
Era apenas uma miúda… apenas mais uma… velha, perdida de si!

10 thoughts on “giz

  1. As vezes mesmo que (só) no fim, mesmo perdidas em nós é preciso sentir a breve (falsa) liberdade de sentir o vento a bater-nos na pele, sentir a lua sobre nós… ir, correr, nuas, descalças por aquela rua deserta. O destino está certo, marcado… ou melhor, irá estar marcado com aquele malfadado giz branco… mas numa vida de fuga, às vezes mesmo que apenas uma unica vez, é preciso enfrentar o destino…

  2. Cátia,
    😀
    Ah pois é… desta vez atiraste ao lado!😉
    Tu já sabes, agora, mas falava de um tema que me é particularmente difícil. No entanto depois do que vimos na sexta, apeteceu-me falar, ainda que assim, de forma quase imperceptível.
    O giz, era apenas pelo pó branco, o traço foi para evitar escrever a palavra risco…
    Apenas mais uma miúda, como tantas outras, pintada e mutilada pelas mazelas de uma vida que escolhera ou a aprisionara, nem sei. Uma miúda velha, nua de tudo, perdida da vida. Sem brilho, sem luz, apenas com uma lua que teima em apagar-se de forma lenta… apenas com aquela “amiga”…

    A vida por mais um risco…

    Beijos!😉

    Fontez,

    Perdida em si e de si… inevitavelmente perdida de todos.

    Beijo.

  3. Pronto, agora percebi.
    Depois do concerto de sexta, foi inevitável não me interessar mais ainda pela Amy. Devorei algumas musicas dela, cantadas em espectaculos ao vivo e em todas encontrei uma menina perdida em meio de flashes e gritinhos histéricos, em meio de aplausos e silêncios gritantes. Ela olha o nada. Concentra.se nas letras, decora o sitio onde lhe colocaram o copo com alcool e espera um intervalo entre cada musica para ingerir mais um pouco daquele liquido maldito que a faz ser dona do mundo por instantes. E eu acredito que ali ela seja feliz… no palco, a cantar. Acredito sinceramente que, do que lhe resta de bom nesta vida, uma das coisas seja cantar.
    Gostava de conhecer uma Amy diferente no futuro. Uma Amy de olhar doce mas preenchido de luz e não perdido no nada… vazio.
    De coração que gostava.

    Beijinhos!

  4. Linda,
    Quantas miúdas não se sentem assim nuas… miúdas e nem tão miúdas assim. Ocas, vazias, sem encontrar sentido na vida. Afogam-se em lagos imensos… repletos de luz e cor momentâneas e/ou de trevas densas, que cegam e corroem, sem descortinar o verdadeiro sentido da vida. às vezes a sedução do efémero é mais forte do que tudo e depois fica um profundo vazio.
    Que nós todas (miúdas) e também os miúdos saibamos procurar o que de facto convém. E se nos acontecerem momentos de cegueira provocada por luzes intensas ou por trevas densas, tenhamos a coragem de desviar o olhar e agarrarmo-nos a algo ou alguém que nos puxe para a claridade suavizante.

    Um beijinho muito suave, minha amiga!

  5. Bolas… devo andar mesmo mal para só aparecer aqui na 5ª feira!

    Bem o bom da coisa é que já só falta mais um dia para o fim-de-semana, que no meu caso serão 4 dias!!!!!!!🙂

    Estás bem?

    Beijocas

  6. acho que também ando uma miúda perdida.
    nem sei onde estou
    nem sei onde me meti
    e aos verbos
    engraçados… os ciclos
    de junho a setembro avario sempre..

    beijo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s