retalhos de um conto teu

Gosto de todos os que me visitam (dos habituais pelo menos), mas como sabem passam por aqui 2 meninas por quem tenho um carinho especial. Pelo que já vivemos juntas, pelo que rimos e também pelo que chorámos. Pela sinceridade que espero delas e que sei que elas esperam de mim. Falo disto hoje, porque hoje uma delas está de parabéns. Não só por ficar mais velha, não só por ter mais (ou menos) um ano… ela está de parabéns principalmente porque passou um ano, um que foi difícil e ela fê-lo com a frontalidade e a honestidade que já nos habituou. Fê-lo com a cara e a coragem. Fez-me em muitos momentos ficar orgulhosa dela. Soube crescer mais um bocadinho, mantendo-se criança.
Ela deve achar que eu ando afastada, e ando, mas não é dela é deste mundo… este que por muito real que seja não o é verdadeiramente. Mas ela também já faz parte do meu mundo real, portanto não podia deixar passar em branco esta data. “Que seria!”😉

Menina Plim, parabéns por seres esse poço de emoções que me apaixona!

O post de hoje não é meu, é teu! São retalhos, gargalhadas soltas pelo tempo, vivas em mim! São muitos, podiam ser muitos mais… escolhi os que mais lembro e me fazem rir. Obrigada menina Plim e PARABÉNS!

(post-Jaime)

Plim! disse,
Julho 13, 2007 @ 2:18 pm ·

HAHAHA!
Essa história fez.me lembrar uma que vivenciei no inicio deste ano, mas em relação a uma lagartixa que teimava em esconder.se na casa de banho. E quem me conhece sabe que eu ODEIO lagartixas… não é medo… é um bixo que me faz impressão.
Estava de noite e eu lembrei.me de ir à casa de banho e no caminho ocorreu.me da existencia da tal lagartixa que achava que a casa de banho era dela. Desta forma, antes de entrar no wc, estiquei o bracinho, acendi a luz. Olhei para ver se a louca não estava por perto e entrei, descansada. Nem sinal da dita cuja. Uffa!
Fiz o meu xixi e já quando me estava a levantar eis que sinto algo a cair no meu pescoço. Levantei.me num susto e saio a correr disparada da casa de banho, a tentar em vão subir as cuecas ao mesmo tempo que lutava contra sei lá o que. A luta foi feia e quando finalmente consigo desvencilhar.me, percebo então que estava lutar contra o elástico que me caio do cabelo. O pior de tudo é que nessa noite mal dormi com o susto que apanhei e a lagartixa nem sinal dela… até hoje.
hehe

(post-Desafio)

Plim! disse,
Setembro 4, 2007 @ 8:17 pm ·

LOL
Ora pois que, como menina obediente que sou, peguei no livro mais proximo… Trata.se de uma versão muito antigaaaaaaaaa de O Crime do Padre Amaro de Eça de Queiroz.
Abri na página 161, como ditam as regras e eis que a 5ª frase completa é a seguinte…
*Momento de afinar a voz*
“E ouvira tantas vezes exclamar: Se voce não fosse um raquítico, quebrava.lhe os ossos!”

(post-Café escaldado)

Plim! disse,
Novembro 29, 2007 @ 9:13 pm ·

“o estomago agradece a agonia…” não aguenta tanta porcaria e o ralo começa a cheirar mal. Como no filme hehehehe

Plim! disse,
Novembro 29, 2007 @ 10:29 pm ·

o ralo da casa de banho.
“Qual casa de banho?”
“Da casa de banho do estabelecimento que tem um café horrivel.”
É esse ralo…

Marta disse,
Novembro 29, 2007 @ 10:55 pm ·

Eu sei, eu vi o video, mas da forma como dizes e para quem lê, vai achar que é algum ralo meu!
Assim, estamos já todos esclarecidos!

Plim! disse,
Novembro 29, 2007 @ 11:18 pm ·

LOL
NUNCA!!
Meus amigos para que fique bem claro: O ralo da Martinha não deita cheiro!!
Beijinhos!!

(post-pérola)

Plim! disse,
Agosto 19, 2007 @ 12:11 am ·

Tens que ver isto: http://www.youtube.com/watch?v=5NUQFt4l_3c
Tá genial!!
“ai qui sustuuu!!”
hahaha

(post-simples)

Plim! disse,
Setembro 16, 2007 @ 12:43 pm ·

MARTAAAAAAAAAAAAA!!!
Sonhei contigo… que te tinhas casado na minha casa. imagina! hehehe
beijinhos

Marta disse,
Setembro 17, 2007 @ 12:10 pm ·

Agora um piqueno reparo… menina Plim, isso deve ter sido um pesadelo!!!
Mas vou querer saber tudo em detalhe…

Plim! disse,
Setembro 17, 2007 @ 1:06 pm ·

Pesadelo?! Qual pesadelo!
Foi uma autentica farra hehe

Marta disse,
Setembro 17, 2007 @ 2:00 pm ·

Ana,
Tens que contar isso… é que casamento, só me parece farra se for dos outros.

Plim! disse,
Setembro 17, 2007 @ 2:27 pm ·

HAHAHA!
Olha foi muito divertido sim…
Eu não te vi a casar, mas vi.te no final com o esposo já de aliança no dedo
O teu homem tava numa euforia louca. Não cabia em si de contentamento. Só sei que no final foste atirada ao ar umas quantas vezes e já andavas sem vestido…
(Querias antecipar a Lua de Mel… hehe)
Também me recordo assim vagamente de um tractor. O veiculo que te transportou até à igreja, que era a minha casa…
hehe

(post-solo)

Plim disse,
Fevereiro 22, 2008 @ 11:17 pm ·

É caso para dizer “more fingers, more fingers!”- vi esta fala num dos episódios de L Word e não resisti… afnal de contas eu sou a desbocada de serviço.
Beijinhos.

Plim disse,
Fevereiro 23, 2008 @ 12:41 am ·

OPA PARA TUDO!
NÃO ACREDITO!
Até estou comovida… ACHEI!!
OPA ACHEI!!
Alice e a destrambelhada do bar, a Papi! lol

Plim disse,
Fevereiro 23, 2008 @ 12:43 am ·

http://www.youtube.com/watch?v=BVAWyDS9aSk
Eu gosto da musica! lol

(post-lados)

Plim disse,
Outubro 6, 2008 @ 3:24 pm ·

Só para que saibas, faltei ao curso e estou a cozinhar camarão, a beber minis e a ver as tardes da Julia… do lado de cá lol
beijinhoooo

(post-busca)

Plim! disse,
Julho 10, 2007 @ 12:44 pm ·

O amor.
Só o amor me faria correr assim. Corpo ofengante. Doido. Para no final cair, cansada, não sobre o chão, frio, seco, mas sobre os braços daquele alguém por quem percorri um longo caminho e enfrentei obstáculos e as amarguras do tempo.

(post-faz de conta)

Plim disse,
Fevereiro 20, 2008 @ 1:38 pm · 

Quando eu era pequenina e espiava o mundo atraves das grades do portão, pela altura da feira em frente à minha casa, havia sempre um vizinho meu que ia para lá vender algodão-doce. Um dia, resolvi sair … e fiquei a ver o velhinho transformar o açucar em nuvens, em mágica, em pedaços de carinho. Quando ficou pronto, mal podia acreditar! Agarrei no algodão e desatei a fugir.
Lá de longe, o velhinho gritava: “Oh Aninhas, mas então e o dinheeeeeeiro?” Eu virei.me e respondi: “Nao quero! Nao preciso do dinheiro! Só o algodão-doce já é bom!”
O velhinho gargalhou e logo respondeu: “É assim mesmo, não é Aninhas? Só o algodão-doce já é bom!”
Depois… depois eu cresci… e comecei a ter de pagar pelo meu algodão-doce.

E agora digam-me é possível não AMAR esta mulher?!

46 thoughts on “retalhos de um conto teu

  1. Não consigo dizer nada… neste momento bebo as lágrimas. (Acho que me embriago!)

    Eu volto, daqui a pouco, mais calma, eu volto.

    Obrigada MESMO!!

  2. Parabéns Plim,
    Também me vieram lágrimas aos olhos. Adorei a do algodão doce.🙂
    ó Martinha, fazer-me chorar a um sábado de manhã!
    Beijos às duas!

  3. Ana,
    😀 O que está ali em cima, não sou eu, és tu! Havia tantos outros retalhos. Alguns dos teus comentários são verdadeiros posts, mas acima de tudo são um espelho de quem tu és. Directa, desbocada, hilariante, temperamental, louca, doce, menina, mulher!
    ❤ (love you)

    Cris,

    Foi a Ana, foi ela que te fez chorar, eu estou inocente!😛
    A história do algodão doce é uma delicia não é? Podemos até imaginá-la a correr em pleno furto de cabelos ao vento e sorriso rasgado com o seu “pedaço de carinho” nas mãos.

    Beijinhos!

  4. Vi a minha vida passar ao ler estes excertos escritos por mim. E recomendo. Recomendo assistir à minha vida. Eu vi e amei. Emocionei.me desde a primeira cena – a protagonista a levar banhos de chuva – e chorei por várias vezes. Porque não há nada que me orgulhe mais que poder fazer sorrir as pessoas. Tanto que assisti e voltei a assistir. Novamente e novamente e novamente…

    Obrigada, Marta, por me teres feito sentir tão especial.
    Mesmo.

    Beijinhos!

    Obrigada também, Cris😉

  5. Ana,

    Eu também assisti a alguns excertos por aqui e fora daqui. E RECOMENDO!

    Tu ÉS esfectivamente muito especial! 😉

    Beijinhos!
    (Que tenhas um dia muito especial, que os 22 sejam… VIVIDOS! Felizes!!!)

  6. É muito fácil amar quem nos faz rir
    É bom saber rir com as cenas do nosso quotidiano

    dou 20 valores à história da lagartixa que além de me fazer imaginar um filme cómico fez com que me identificasse nela, com as minhas reacções aos bichos.

    Beijos e abraços distribuidos. Haja sempre bom humor.

  7. Plimzinha Maria,

    Aprendi a gostar de ti. Considerava-te uma rapariga simpatica e muito louca (e nao me enganei!!), mas aprendi a conhecer a pessoa linda, carinhosa, sensivel que tambem és. Quem te lê, quem te vê, que não se engane com os nossos momentos loucos por aqui (more fingers, more fingers!!, ai ki susto, entre outros…). Já partilhámos gargalhadas, daquelas que faz doer a barriga, partilhamos bebidas, sorrisos, (não vou dizer que já partilhámos o sofá, que pode ser mal interpretado…😛 ) mas partilhámos tambem já lágrimas, muitas lágrimas e momentos de aflição, tristeza. És um doce, um doce como o algodão doce…

    Gosto muito de ti querida, se calhar não demonstro como demonsto a outras pessoas, mas gosto mesmo. Que tenhas um optimo (resto) de dia, que tenhas um optimo ano, feliz!

    Primota, quanto a ti, deixo-te um sorriso, pelo “mas como sabem passam por aqui 2 meninas por quem tenho um carinho especial”. A verdade é que te tornaste uma verdadeira amiga, uma amiga real com quem conto sempre. Apesar deste post ser para a Ana Patrícia (😛 ), gostei de sentir este toque de carinho… (a baba é muita, acredita…).

    Muitos beijinhos para as duas e um abraço apertado

  8. M,

    É muito fácil mesmo. Ela faz-me/nos rir com a maior das naturalidades.

    Beijos.
    (sabes, os teus retalhos por aqui também são preciosos e insubstituiveis.)

    Cátia,

    Não percebi. Então tu pensavas que eu estava a falar de ti? Nah era da xiquita, lembras-te?😛
    Muitos destes retalhos foram a três, partilhados com o mundo. Achei que fazia sentido introduzir o assunto. E deixa lá, o Natal está quase aí, eu ofereço-te um maço de lenços de papel.😛

    Quanto à nossa Plimzinha… como não amar aquela mulher?😉

    beijocas!

  9. Tu tambem não és capaz de nos deixar com o ego levantado… sniff sniff… e eu pensar que te referias a mim… snifff… Gosto dos beijos da macaca😀

  10. LOL
    O seu guarda!!!😀

    “Seu guarda seja meu amigo, me bata me prenda, faça tudo comigo mas não me deixe…”😉

    Se eu soubesse por onde ele anda, claro que iamos!😀
    Lembrei-me de outra coisa… ainda tens o endereço do bar na net? Estavam a tirar fotos…

  11. Eu não me lembrava, mas o Cd lembra-se, chama-se mezanine, mas não está no guia. Tal como a casa de pasto, o rua direita, o vila rio… basicamente onde nós fomos, salvo poucas excepções.
    Como o de alterne!😛

  12. Já fui dar os parabéns (atrasados…) à Plim!!!
    Deixaste aqui um belo presente para ela! É sempre bonito ver uma amizade assim… já não é muito comum.

    E agora aproveito para dizer que lá em “casa” tenho novidades!

    Beijocas

  13. post mt longo lol
    mas já o miquei no outro lado…na Plim…!🙂

    a Ana é, creio, uma jovem adulta com garra e energia!

    haverá momentos de felicidades!

    abraço a todos.

  14. Fontez,

    Post longo sim, mas foi curto, havia muito mais. Mas estou como a Cris. Crês?!?!?!

    Beijo.

    Cris e Ana,

    LOL. Pois, o rapaz é cheio de dúvidas.😛

    Beijinhos!

  15. A Cátia é uma marota!!!!! Quase que comecei a chorar por causa dela! É pá… sou uma chorona, o que é que hei-de fazer?

    Mas atenção: ela é marota no bom sentido. Ela é mesmo é uma querida!
    😀

    Beijo grande também para ti!

  16. Empresta… Quero ver como é que mo envias… por email?😛

    Isto nao se pode ser boa, fazem um elogio e que começam logo a deitar a baixo.. sniff sniff… Beicinho…

  17. Fontez, não conheces nada?!

    Então se faz favor, se não conheces “nada”, tratas.me por Plim que é esse o meu nome no blogue e já agora eliminas o meu mail que eu no teu lugar, também, não iria querer gente estranha na minha lista de contactos.

    Obrigada.

  18. bem, assumo não tenho andado bem e q tenho deixado escapar tiradas totalmente desnorteadas…

    desculpa Ana, …😦

    o q quis dizer foi q “por aquilo que conheço da Amy, vejo nela uma pessoa fantastica cheia de energia e garra…”!

    bjsss

  19. Se não andas bem, não digas nada… assim não corres o risco que te saiam ‘tiradas totalmente desnorteadas’. Porque conhecendo.me como conheces, já devias saber que não ia ficar calada diante tamanho disparate!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s