noções de tempo

Foi um acaso, se há acasos, que nos levou àquela sala, naquele dia, naquela hora. Vivíamos na mesma cidade, mas não nos encontrávamos há mais de quatro anos.
Quando levantei os olhos das letras pequeninas no visor do telemóvel, lá estava ele armado de sorriso rasgado a olhar-me.
“Olá!”
À minha falta de palavras, ele continuou.
“Que bom ver-te. Como estás?”
“Bem.”
– Consegui pronunciar face à surpresa. A minha inquietação contrastava com a sua serenidade.
Foi um acaso, se há acasos, que complicou todo o serviço e nos deixou à espera por largas horas, que eu ansiava para que não terminassem nunca. Achei-o perfeito. Falou-me de si, perguntou-me por mim, sorriu, riu… Não lhe vi brancas, nada de barriga, estava igual, deslumbrante. Eu estava mais velha. Ele… parecia só apreciar miúdas…
“Uma mulher ia fazer-te bem.” – pensei.
Ele sorria. Sorria e falava como se fossemos velhos amigos, mas nunca o tínhamos sido. Nem namorados, nem amantes, nem amigos. Não tínhamos sido nada um ao outro, por mais que em diferentes alturas o tivéssemos querido.
Foi um acaso, se há acasos, que me levou a ter gato e ele cão. Que estavam presentes, naquela sala, a medirem-se tal como os donos.

“Amaste-me demasiado cedo!” – Repito-lhe em tom de provocação até hoje, dando voz ao murmúrio que soltei sem querer naquele dia e recebo sempre como resposta a mesma frase.
“Não… tu é que quase me amaste demasiado tarde!”

24 thoughts on “noções de tempo

  1. Orquídea,

    Deixe que lhe confesse isto. Como estou muito destreinada de escrever e não tenho tido ideia nenhuma, acabei por me lembrar das suas dúvidas sobre os acasos.
    Eu acho que não os há, senão eu não tinha escrito este post, pelo menos não assim. (aqui entre nós talvez fosse melhor, que o pobrezinho está assim a modos que sem ponta por onde se lhe pegue, mas pronto, é uma tentativa de ganhar prática outra vez).
    Mas voltando aos acasos não existem e alguma razão há certamente para as caganitas das ovelhas serem redondas, já se é a apresentada…😀

    Beijo.

  2. Desencontros… Isto de amar e ser amado, tem mt que se lhe diga, nao? É mesmo preciso haver aquele “encontro” no tempo…

    Estou sem grande inspiraçao, voltarei. É bom ter-te por perto.
    Beijocas primota

  3. Cris,
    😦 Não queria…

    Mas olha que aqui o problema era o tempo de cada um deles. Que no fim se resolveu, embora ficassem gato e cão, mas nada é mesmo cor-de-rosa…😉

    abraço!

  4. 🙂 Tu sabes que eu sou tua fã …que gosto imenso de te ler …mas gostei…há acasos muito felizes..quanto ao ser tarde …nunca é tarde para recuperar o que nos torna mais felizes…jinhos🙂

    Ps.: Escreve mais vezes🙂

  5. Olá Marta

    Estou como a Sininho (isto anda a acontecer muito!) cada vez sou mais fã.

    Nunca é tarde nem cedo para amar, porque o tempo de amar é sempre.

    beijinho
    Jorge

  6. Jorge,

    Sim, é sempre tempo de amar, mas por vezes esse amar vem desfasado do amar do outro. Porque como tudo na vida há sempre um principio, um meio e um fim. Em certos casos o fim de um chega antes do inicio do outro e então fica demasiado cedo ou demasiado tarde.

    Beijinhos e obrigada!

  7. Marta, as confissões não são ali ao lado?…😉
    Sem me estar a armar, coisa que até faço assim de vez em quando, foi o que me pareceu…
    Isto cada um vai se inspirando no que encontra e no que a si faz eco. Poucas coisas estão para ser inventadas.
    Boas escritas.

  8. Orquídea,

    As confissões em tempos foram lá do outro lado, agora estou menos disciplinada e já me confesso em qualquer lado, se é que me confesso mesmo!😉

    Acho que sim, não se trata de inventar, trata-se de dar a nossa versão, o nosso eco. Ou de simplesmente inventarmos a versão ou o eco.

    Boa semana!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s