fast blogues

Por muita piada que ache a frases curtas e pensamentos mordazes, por muito práticos que sejam e fáceis de acompanhar, eles são para mim como a tarte de maçã do mac, um consolo numa viagem em que passo à porta, mas nada que me roube um suspiro, um salivar…

Por outro lado há tascas onde volto com regularidade porque apesar dos pratos insípidos do dia a dia, sei que me oferecem, a espaços, verdadeiros manjares.

igualdade

Hoje fui trabalhar apesar de ser sábado. Estive de férias e tenho imenso trabalho acumulado. Por volta das duas e meia entra no escritório o patrão, com um amigo (com ar de velho babão), depois da surpresa inicial por me encontrar ali, da visível satisfação pelo sábado não remunerado e de algumas considerações acerca do meu “bronze” (coisa sempre própria no local de trabalho), apresentou-o, assim, um amigo, sem nome, e virou-se para ele e disse:
– Esta é a Marta, é a responsável pelas compras.
Houve um ligeiro compasso de espera, um franzir de sobrolho…
– Compras?! Compras, compras?! – estranhou.
– Sim, os equipamentos, as peças, a manutenção, as oficinas, essas coisas é ela que trata.
-Hummm… – claramente ainda a leste.
– Bom, mas as coisas grandes, os trituradores, os camiões, os empilhadores isso sou eu que trato tás a ver?
Nesse momento foi como se o sol tivesse nascido directamente no cú do senhor e lhe iluminasse o rosto.
– Ah, pronto, a mercearia!
– Sim, a mercearia. – concordou com um sorriso, o que pagou o gasóleo que o meu carro gastou até lá.
E pronto, posto isto, dei o trabalho por concluído, desliguei o computador e fui ao supermercado.