não fazer nada

Hoje recebi um mail da Helpo com publicidade sobre formação para voluntariado internacional. Internacional não diria, mas por cá, talvez com idosos, porque criancinhas toda gente quer ajudar (e eu caminho para uma velhice solitária, logo, tenho empatia), sempre quis fazer e sempre arranjei desculpas. Falta de tempo, falta de dinheiro para poder ter o desprendimento suficiente, mas a verdade é que é falta de coragem, falta de vontade. É tão mais fácil programar uma transferência. É tão mais fácil fazê-lo como eu faço, recebendo cartas e fotos e enviando em troca uma transferência sem rosto e sem palavras. Sei 2 ou 3 vezes por ano que está tudo bem e consolo-me que sou boazinha. Mas não sou! Sou egoísta! Penso no meu bem estar, no meu umbigo, nas minhas necessidades. Faço-o por mim, não pelo puto que está quase um adulto. Tenho a disciplina de não falhar, talvez para me convencer de que posso manter qualquer coisa até ao fim, por mim, não por ele, não pelos motivos certos. Tenho neste momento todo o tempo do mundo e, confesso aqui (saudades), que quase de certeza voltarei a não fazer nada por ninguém que não eu mesma. Talvez, nem por mim mesma… é tão mais fácil não fazer nada!

6 thoughts on “não fazer nada

  1. Amiga como eu percebo -te tão bem.. Vivo num pais que precisa tantoooo e eu continuo sem fazer nada. Poucos meses antes decidir vir, estava com a intensão de começar a fazer voluntariado na instituição Coração Amarelo. Existe em diversas localidades.. Uma instituição que ajuda os idosos que vivem na solidão, em suas casas. Eles precisam de ajuda para ir na Farmácia, ou no supermercado ou simplesmente ver se está tudo bem, dar dois dedos de conversa.. E de vez em quando a instituição organiza alguns passeios e leva-os para não ficarem prisioneiros na própria casa. Acho a instituição fantástica..

  2. Pois, pareceu-me tudo tão bem!🙂 é que é isso mesmo, pequenas coisas que fazem a diferença. Seja um sorriso, uma receita aviada, ou um toque na mão, outro dia li ou ouvi, não sei, que os “velhos” tem falta de ser tocados, é tão simples apertar uma mão e pode ser tanto…
    vai! Vai e entusiasma-me para eu levantar este meu cu grande daqui e fazer qualquer coisa!

  3. É fantastico o trabalho… num pais como Portugal em que a população é cada vez mais envelhecida… como não pensar nisso? Coloca na cabeça e fazzzzzz….😉

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s